Puerpério você não precisa passar por isso sozinha

Com o cuidado adequado, é possível se recuperar e evitar que os sintomas da depressão e ansiedade pós-parto se agravem. Devolva sua saúde mental antes que seja tarde.

80% das mães experimentam oscilações de humor e choro após o parto

Previous
Next

Baby blues e a falta de apoio

Também chamado de baby blues, a depressão pós parto tem como principais sintomas uma mistura de melancolia, culpa, tristeza, ansiedade e choro, que ocorre de 2 a 4 semanas após o parto.

Como é natural um período de ajustamento entre a mãe e o bebê, geralmente o baby blues passa sem tratamento específico ou medicação.

1 em 7 mães sofrem de depressão e ansiedade no pós-parto

Como você tem se sentido? Você precisa de terapia?

Marcou alguma pergunta?
Mães que respondem SIM a uma destas perguntas estão passando por um grande sofrimento e devem procurar ajuda.

A única psicóloga linda e maravilhosa

Essa linha de psicologia é muito boa porque é legal e é a melhor pra ajudar mães por causa de X, Y e Z.

Você não está sozinha!

Com o cuidado adequado, é possível se recuperar e evitar que os sintomas da depressão e ansiedade pós-parto se agravem. Cuide da sua saúde mental.

Imagine você com mais habilidades para lidar com as situações complicadas da maternidade

Nem todo mundo nasce com o instinto de mãe. E isso pode ser desesperador, porque apesar de todo mundo poder se tornar uma ótima mãe, existe uma vozinha que nos prende em pensamentos negativos.

E você não precisa passar por tudo isso sozinha, uma ajuda psicológica especializada pode te dar as ferramentas, habilidades e conhecimentos necessários para lidar melhor com as situações adversas que aparecem na maternidade.

O que esperar da Psicoterapia?

É um processo e não tem um fim previamente definido, isso é acordado com a sua terapeuta que irá acolher, escutar, passar e ensinar ferramentas para lidar com as situações da melhor maneira possível.

A dor de uma mãe é real

Era uma noite fria de maio, quando minha bebê nasceu.

Tinha imaginado esse momento inúmeras vezes nos últimos meses.

Um parto humanizado, que respeitasse a bebê e a mim.

Nada do que eu tinha imaginado aconteceu!
E foi aí que os problemas começaram...

Estava exausta de todo o esforço do trabalho parto, que foi em vão.

Não suportei a dor e foi feita uma cesárea.

Me senti incapaz e sozinha, mesmo rodeada pela equipe médica e meu marido.

Com ela em meus braços, me senti emocionada.

Mas eu esperava sentir algo diferente, mais intenso,  aquela conexão imediata que as pessoas tanto falam.

Não foi assim…

Tinha me preparado para ser mãe: fiz o pré natal com cuidado, arrumei o enxoval, decorei o quartinho, encomendei o enfeite da porta da maternidade, li sobre os desafios do pós parto.

Sabia que a privação de sono seria algo difícil (e foi).

Mais uma vez fui surpreendida.

Amamentar não foi algo intuitivo e natural.

Foi difícil e dolorido.

A bebê não pegava o peito direito e chorava de fome.

Isso me machucava muito por dentro.

Por causa da pandemia, não pude contar com ajuda da família.

Meu marido logo voltou a trabalhar.

Cada dia eu estava mais cansada, mais triste.

Era um sentimento de solidão e vazio.

Não tinha vontade de me levantar da cama, comer ou tomar um banho.

Não tinha forças para cuidar da bebê.

Sentia uma culpa imensa e profunda.

Entre uma soneca e outra, eu tentava descansar.

Mas não conseguia dormir.

A cabeça não parava.

Agora, era só a bebê e eu.

E se eu machucar a bebê?

Foi aí que surgiram pensamentos horríveis.

Que mãe horrível eu era.

A culpa pesava…

Será que ela está respirando?

Eu era uma péssima mãe.

Será que ela está se desenvolvendo?

Minha filha merecia uma mãe melhor.

Meu marido tentava ajudar, mas nunca era suficiente.

Eu sempre tinha que pedir claramente ajuda.

Era desgastante, as brigas eram constantes.

Eu chorava muito e as crises de ansiedade estavam insuportáveis.

Tinha alguma coisa de errado comigo!

A maternidade tinha se tornado um fardo.

E estava difícil carregá-lo sozinha

Então, percebi que eu precisava muito de ajuda para enfrentar essa jornada...

Conheça Andréa Figueiras

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Benefícios da Terapia Comportamental

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Como funciona o processo de terapia

Feito com carinho para mães que estão passando por uma situação difícil após a chegada do filho e não estão conseguindo lidar com todas as situações sozinhas.

Você terá acesso a um serviço totalmente personalizado para “filtrar” as informações do mercado, acompanhar, motivar e orientar você para alcançar seus objetivos de acordo com suas necessidades.

Geralmente, este não é um trabalho pontual, mas sim um acompanhamento psicológico intenso e focado em seu bem-estar com sessões semanais de aproximadamente 50 minutos cada.

São sessões individuais e confidenciais agendadas no melhor horário para você.

Como é uma sessão de Terapia?

A sessão é dividida em 4 partes, que acontecem não necessariamente nesta ordem:

Acolhimento: o paciente fala dos problemas
Escuta: o psicólogo escuta atentamente fazendo perguntas para entender melhor
Discussão: os dois discutem formas de entender melhor a situação
Clareza: o paciente tem mais habilidade para lidar com os problemas

Principais sintomas e tratamentos/habilidades a serem adquiridas

Sintomas:

  • ansiedade
  • depressão
  • melancolia
  • tristeza
  • solidão

Habilidades / Tratamentos:

  • auto aceitação
  • auto percepção
  • auto conhecimento
  • comunicação não violenta
  • exercícios

O que você precisa saber antes de agendar a sua primeira sessão?

A primeira sessão é a mais importante, e talvez, a mais difícil para quem nunca fez terapia antes.

Nela, você irá expor suas angústias, aflições, medos e desejos e vamos juntas montar um plano para construir as habilidades e conhecimentos necessários para lidar com as diversas situações da maternidade e puerpério.

Além disso, é um momento de interação paciente-profissional, e veremos se a terapia se adequa em sua vida e se você se adequa à terapia.

Em caso positivo ou negativo, você irá receber orientações sobre como dar o próximo passo e o melhor tipo de tratamento para o seu caso.

Por isso, não deixe para depois e conheça o processo terapêutico. Você pode aprender a lidar com tudo isso de uma forma mais tranquila.

Para isso acontecer, é preciso dar esse primeiro passo em prol do seu futuro mais tranquilo.

Como agendar e o que acontece após enviar seu contato

Todo processo acontece de forma sigilosa por whatsapp.

Passo #1 (Você) → Toque agora no botão logo abaixo para enviar seu contato com o melhor horário para receber uma mensagem de resposta.

Passo #2 (Andrea e Você) → Você irá escolher o melhor horário para a sessão inicial dentre as opções disponíveis.

Passo #3 (Andrea e Você) → Farão a primeira sessão

Passo #4 (Você) → Terá um acompanhamento personalizado.

Segue o acesso para o Passo 1:

Trabalho em caráter de não-exclusividade

Esse é um trabalho de caráter não-exclusivo. Por isso, se a qualquer momento, por qualquer motivo, você quiser desistir, basta entrar em contato comigo e veremos a melhor saída para a sua situação.

TUDO QUE VOCÊ GANHA

Vamos Relembrar o Que Você Irá Ganhar ao Fazer a Psicoterapia

01. ACOMPANHAMENTO INDIVIDUAL

Você receberá apoio psicológico de forma individual e sigilosa.

02. ENCONTROS PERIÓDICOS

Sessões confidenciais de aprox. 50min agendadas no melhor horário para você.

03. CONHECIMENTO PRÁTICO E TEÓRICO
Saberá lidar melhor com as situações adversas da maternidade e puerpério.
04. SIGILO E CONFIDENCIALIDADE

Todas as informações, opiniões, medos, angústias, etc. estarão totalmente protegidos.

Ficou Alguma Dúvida? A Resposta Para Todas as Perguntas Abaixo é SIM !

Dúvidas sobre pagamentos e reembolsos

  • A primeira sessão é sem compromisso?
  • O preço da consulta será combinado na primeira sessão?
  • Existe a possibilidade de fazer um pacote com pagamentos mensais?
  • Aceita cartão de crédito, boleto ou PIX?
  • Emite recibo ou Nota Fiscal para reembolso?
  • A consulta é somente particular ou reembolso e sem valor social?

Dúvidas sobre os profissionais de saúde

  • Todos os psicólogos são formados e têm licença para exercer a profissão? CRP 06/168112
  • Consigo falar por telefone/WhatsApp com a minha psicóloga diretamente?
  • Posso obter mais informações sobre a profissional que irá me atender?
  • Posso contar tudo à psicóloga que ela tratará com sigilo e sem julgamentos?

Dúvidas sobre resultados e tratamentos

  • A terapia vai funcionar para mim que sou mãe e não tenho tempo nem pra mim
  • Terei resultados mesmo se meu parceiro não me apoiar?
  • Consigo acompanhar a terapia se não tiver conhecimento sobre psicologia?
  • Já fiz terapia antes, vale a pena conhecer o trabalho da Andrea com TCC?
  • A terapia não substitui, mas sim complementa um trabalho com remédios?
  • É mito que somente loucos fazem terapia?

Dúvidas sobre agendamentos e confirmações de consultas

  • Consigo agendar consultas para o mesmo dia ou dia seguinte?
  • As consultas serão sempre no mesmo dia e horário da semana, sendo o melhor para mim?
  • As consultas são particulares, confidenciais e sigilosas?
  • As consultas podem ser feitas de forma online com vídeochamadas?
  • As consultas podem ser feitas de forma presencial em São Paulo?
  • Consultas on-line são tão eficientes quanto consultas presenciais?
  • Posso ser atendido em casa por uma profissional (AT) pagando um valor adicional?
  • Preciso cancelar uma consulta que agendei, devo avisar a psicóloga com antecedência para não ser cobrada?
  • É possível interromper o trabalho no meio do tratamento?

Agende sua sessão de terapia

Cuide da sua saúde mental.

N Método F.O.C.O: Investimento Mais Seguro do Mundo